Artesanato Nordestino: Fotos, Resumo da História, Tipos

0
252
Confira agora um resumo da história do artesanato nordestino e descubra quais são os mais vendidos em todo o Brasil



É comum que o artesanato expresse alguma característica de uma determinada cultura ou sociedade. No Brasil, os artesanatos se diferem de região para região porque cada uma dela tem suas peculiaridades. Um dos tipos de artesanato mais famosos do país é o artesanato nordestino.

Se você ainda não teve a oportunidade de conhecer o Nordeste, saiba que vale a pena. Essa região composta por nove estados é uma das mais ricas culturalmente e historicamente.

Foi nela que a história do nosso país começou a ganhar forma, com a chegada dos portugueses na atual Bahia.

Lá é possível encontrar diversas belezas naturais e as mais belas praias do litoral brasileiro. Além disso, é repleta de parques ecológicos e comidas típicas deliciosas, como o famoso acarajé.

Com tantas atrações, não é de se espantar que a região atraia diversos turistas o ano inteiro. Com o aumento do turismo, a venda e o sucesso do artesanato nordestino se elevam, sendo ele um dos principais meios de sustento econômico para muitas famílias do Nordeste.

Resumo da história do artesanato nordestino

Nossa jornada pela história do artesanato nordestino começa antes mesmo de nossas terras serem descobertas pelos portugueses, em 1500. O índio, que já habitava a região nordestina, praticava a arte do artesanato.

Esse artesanato se dava através de balaios e cestos, já que o índio aprendera como tecer cipós. Também era comum que eles criassem adornos como pulseiras, colares e cocares, utilizando de plumas coloridas das aves que habitavam seus lares.

O artesanato para o indígena era uma forma de expressar seus sentimentos e sua espiritualidade. Também tinham, muitas vezes, utilidades. Um exemplo disso foram os arcos e as flechas, para a caça de animais e a luta contra tribos inimigas.

tipos de artesanato nordestino
(Foto: Marco Andras Collection)

A prática dos índios com o artesanato era algo muito ligado a natureza. Esse é um dos fundamentos do artesanato: utilizar matéria prima natural para criar os mais diversos objetos.

Tudo que o índio utilizava para produção de artesanato era natural, como a tinta fabricada para pintar seus corpos e objetos.

Mais tarde na história, quando já havíamos sido colonizados, o folclore nordestino começou a tomar forma. Foram-se criando mitos e lendas populares, que se espalharam por todo o Brasil, como a famosa lenda do bumba-meu-boi.

Voltando aos tempos modernos, percebemos uma profunda dificuldade de algumas famílias nordestinas em se manterem economicamente. Muitas pessoas decidiram se mudar para cidades grandes como São Paulo e Rio de Janeiro, para conseguir trabalho e condições de vida melhores.

Mas com o aumento das viagens e do incentivo ao turismo, o fluxo de pessoas de todo o país viajando para o Nordeste cresceu de forma abrupta, criando uma nova fonte de renda: o artesanato nordestino.

Ao viajarmos, é comum que queiramos levar uma lembrança do local que visitamos para os nossos familiares e amigos, ou até mesmo para guardarmos e podermos reviver os momentos bons que tivemos durante uma viagem.

É por conta disso que o artesanato se tornou uma fonte de renda capaz de manter milhares de famílias e cada vez mais delas começam a produzir esses objetos e a vende-los em feirinhas e ruas da cidade.

Nos últimos anos, um grande marco aconteceu na nossa legislação trabalhista e que beneficiou todos os artesãos. A profissão foi regulamentada e agora eles passam a ter direitos como previdência social, licença-maternidade, entre outros benefícios.

O artesão nordestino mantém sua cultura e história viva com a arte. Se lembra dos hábitos de artesanato dos índios? Na Bahia, é muito comum vermos os objetos que eram produzidos por eles sendo replicados e vendidos para decoração.

O folclore nordestino também ganha espaço na cultura de artesanato dessas regiões, através de peças de cerâmica, quadros, chaveiros e imãs de geladeira.

Tipos de artesanato nordestino

Por ser a região com mais estados no país, a diversidade do artesanato nordestino é bem alta.

Em cada um dos estados você encontrará itens que refletem a história e cultura de cada um, como é o caso dos objetos indígenas no Estado da Bahia e dos objetos de cerâmica no Ceará.

artesanato nordestino resumo
(Foto: O dia mais)

Veja a seguir alguns dos tipos de artesanato nordestino mais comuns dessa região:



  • Artesanato relacionado ao cangaço: por ter sido um fenômeno que ocorreu no nordeste, é muito comum encontrar em todos os estados artes relacionadas ao cangaço brasileiro. Alguns exemplos são os bonecos de barro de cangaceiros, réplicas do chapéu que utilizavam e representações dos famosos Lampião e Maria Bonita.
  • Cocar de índio: esse item emblemático é muito vendido como forma de decoração, muitas vezes composto de plumas verdadeiras de aves da região.
  • Garrafas de areia artesanal: outra arte muito comum no Nordeste são as garrafas de vidro preenchidas com areia colorida com o intuito de formar imagens e paisagens. Elas podem ser vendidas em formatos maiores ou em menores, como chaveiros.
  • Bonecas baianas: feitas de barro, cerâmica ou tecidos, as bonecas baianas representam as mulheres baianas da região, com suas roupas e acessórios típicos.
  • Renda: trabalhos como toalhas e centro de mesa são muito procurados.

Artesãos nordestinos famosos

Um dos artesãos mais famosos do nordeste é Vitalino Pereira dos Santos, mais conhecido popularmente como Mestre Vitalino.

artesanato com areia colorida
(Foto: Visite o Brasil)

Ele é considerado o pai dos bonecos de barro e começou a ser um artesão desde pequeno, como forma de brincadeira. Sua obra é tão famosa que está presente até no Museu do Louvre, em Paris.

Outro artista famoso por revolucionar o artesanato nordestino é Manoel Galdino de Freitas, ou apenas Mestre Galdino. Em suas criações, ele retratava a história e costumes do Nordeste, como o cangaço. Ele também se dedicava à escrita de literatura de cordel.

Dicas de onde comprar

O artesanato nordestino pode ser adquirido em todas as cidades do nordeste, principalmente aquelas conhecidas por alguma atração turística e que recebem um grande número de turistas.

artesanato nordestino
(Foto: Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte)

Se você gosta de ter muitas opções, é recomendável que se programe para ir em um dos principais eventos de artesanato do Brasil, que acontece anualmente em Pernambuco. É a Fenarte, considerada a maior feira de artesanato da América Latina.

Mas se você não pretende viajar para essa região, saiba que o artesanato nordestino está disponível em todos os estados, através de lojas especializadas ou em sites de compra na internet.

Artesanato Nordestino: Fotos, Resumo da História, Tipos
Avalie essa matéria!





DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*